Conceitos de Qualidade de Software

Qualidade de Software – Conceitos

qualidade de software1

Com a constante demanda gerada pela vida moderna, cada vez mais os computadores passam a integrar a rotina diária e a produção de software vem tendo um aumento constante. A exigência por qualidade estende-se também à área de software e pode ser considerada o centro das atenções para o desenvolvimento de software. Por exemplo, do ponto de vista dos fornecedores de software, qualidade não é mais um fator de vantagem no mercado, mas uma condição necessária e pode-se dizer indispensável para que seja possível competir com sucesso. Mas vamos parar e analisar, como chegamos a essa era da Qualidade de Software?

Desde os tempos remotos, muitos problemas no desenvolvimento dos sistemas computacionais já se faziam sentir. Em 1968 o Comitê de Ciências da OTAN reuniu 50 especialistas, cientistas e profissionais da indústria de software para discutir possíveis soluções para o que passou a ser conhecido como a Crise do Software.

Nesse encontro se firmou o termo Engenharia de Software, e foi definida formalmente a necessidade da aplicação de uma abordagem sistemática, disciplinada e quantificável para o desenvolvimento, operação e manutenção de produtos de software.

Vamos relembrar algumas coisas e observar a engenharia de software através de uma perspectiva histórica:

– Década de 60 e os anos que a antecedem: podem ser chamados de Era Funcional – quando aprendeu-se a usar a tecnologia da informação para suprir as necessidades institucionais e começar a integrar o software nas operações diárias das instituições.

– Década de 70: ficou conhecida como a Era do Método – nessa fase, como as organizações de software foram caracterizadas por maciços atrasos nos planos e constantes ultrapassagens dos custos planejados, a maior preocupação era planejar e controlar os projetos de software. Foi quando os modelos de ciclo de vida, baseados em várias fases, foram introduzidos e analisados.

– Década de 80: foi a era do Custo – O custo do hardware começou a cair e a tecnologia da informação se tornou acessível às pessoas, não mais apenas às instituições. A competição das indústrias tomou um rumo diferente pois aplicações de baixo custo puderam ser largamente implementadas. A importância da produtividade no desenvolvimento de software aumentou significativamente. Nessa fase, vários modelos de custo na Engenharia de Software foram implementados e usados. Foi também no final dessa década que se reconheceu a importância da Qualidade de Software.

Trends Tops - Agregador de Conteudos

– Década de 90: Era da Qualidade. A década de 90 e os anos que seguem podem, certamente, ser chamados de Era da Qualidade. Com a tecnologia do estado da arte, espera-se atender a demanda dos clientes com a crescente exigência de alta qualidade.

Qualidade é um termo que pode ter diferentes interpretações e para se estudar a Qualidade de Software de maneira efetiva é necessário, inicialmente, obter um consenso em relação à definição de Qualidade de Software que está sendo abordada. Existem muitas definições de Qualidade de Software propostas na literatura, sob diferentes pontos de vistas, vejamos alguns:

• Qualidade de Software é a conformidade a requisitos funcionais e de desempenho que foram explicitamente declarados, a padrões de desenvolvimento claramente documentados, e a

características implícitas que são esperadas de todo software desenvolvido por profissionais” (Pressman,1994).

• “Um produto de software apresenta qualidade dependendo do grau de satisfação das necessidades dos clientes sob todos os aspectos do produto” (Sanders, 1994).

• Qualidade é a totalidade de características e critérios de um produto ou serviço que exercem suas habilidades para satisfazer as necessidades declaradas ou envolvidas “(ISO9126 1994).

• Qualidade é a totalidade das características de uma entidade, que lhe confere a capacidade de satisfazer necessidades explícitas e implícitas (NBR ISO 8402, 1994).

De um modo geral, Qualidade de Software pode ser definida como:

Um conjunto de atributos de software que devem ser satisfeitos de modo que o software atenda às necessidades do usuário (seja ele um usuário final, um desenvolvedor ou uma organização), onde a determinação dos atributos relevantes para cada software varia em função:

• do domínio da aplicação;

• das tecnologias utilizadas;

• das características específicas do projeto;

• das necessidades do usuário e da organização;

Podemos dizer ainda que a qualidade depende também do ponto de vista de quem a avalia, onde usuários, desenvolvedores e organizações podem ter pontos de necessidades diferentes:

• Usuário: avalia o software sem conhecer seus aspectos internos, está apenas interessado na facilidade do uso, no desempenho, na confiabilidade dos resultados e no preço;

• Desenvolvedores: avaliam aspectos de conformidade em relação aos requisitos dos clientes e também aspectos internos do software;

• Organização: avalia aspectos de conformidade em relação aos requisitos dos clientes e desenvolvedores e também aspectos de custo e cronograma.

Se achou algum erro nesse post não deixe de nos informar, pois ficaremos muito agradecidos.

GeraLinks - Agregador de links

Perfil do Autor

Chefe de Redação
Chefe de RedaçãoAnalista de Sistemas
Nome Domingos, formado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, amante da tecnologia e trabalha com desenvolvimento de sites/blogs em wordpress
Cidade: Rio de Janeiro

Chefe de Redação

Nome Domingos, formado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, amante da tecnologia e trabalha com desenvolvimento de sites/blogs em wordpress Cidade: Rio de Janeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × dois =